sexta-feira, 9 de junho de 2017

RESISTÊNCIA AOS ANTIBIÓTICOS - um risco para o futuro

Sabes que há regras a cumprir quando tomamos antibióticos.
Mas, como nem toda  agente as cumpre, há bactérias que começam a habituar-se a alguns antibióticos e tornam-se cada vez mais fortes. Ficam resistentes a esses antibióticos.
Tens uma doença provocada por uma bactéria e o médico receitou-te um antibiótico?
Deves tomar:
  • a dose receitada
  • no intervalo de tempo indicado (8 em 8 h ou 12 em 12 h, ...)
  • até ao fim.
Retirado aqui


Por que razão há bactérias resistentes aos antibióticos?

1. Tomar antibióticos sem receita médica  - Tomar antibiótico para qualquer coisa – sem o pedido médico – é um dos maiores perigos. 

2. Os antibióticos (e todos os outros medicamentos)  fora de prazo devem ser entregues na farmácia - remédios deitados na pia, na sanita ou no lixo, podem entrar em contacto com bactérias, tornando-as mais fortes. Entregue-os na farmácia.

3. Criação de animais - muitos produtores exageram na aplicação de medicações que afastam as bactérias dos animais e até das plantações. 

Como as nossas mãos estão sempre em contacto com superfícies com micróbios perigosos, a melhor maneira de acabar com bactérias patogénicas é lavando as mãos.

domingo, 4 de junho de 2017

VACINAS - por que razão são importantes à nossa saúde?

Parece muito complicado mas é simples ...
Sabes que os microrganismos que provocam doenças são chamados patogénicos e podem ser mais ou menos "fortes"; os glóbulos brancos conseguem combater os microrganismos "menos fortes" mas, nem sempre é fácil combaterem os mais "fortes". Por isso mesmo é que os glóbulos brancos precisam da ajuda de uns amigos especiais, os anticorpos, que o nosso organismo produz contra cada uma dessas doenças. 
É o que acontece quando temos gripe - ficamos com febre alta, dores no corpo, mal estar, etc. - enquanto o nosso corpo produz os anticorpos; de seguida os anticorpos combatem os vírus dessa gripe, a febre e os outros sintomas passam e ficamos de novo bem. Devido a este processo ganhamos imunidade de forma natural contra essa doença, o que significa que passamos a estar protegidos e, se no futuro estivermos em contacto com alguém que tenha essa gripe, não ficamos doentes. Os anticorpos guardados combate logo o vírus da gripe.

Com as VACINAS é semelhante ... 
Para muitas crianças é a "pica" de que têm medo. 
Mas o que são afinal as vacinas e para que servem? São constituídas por microrganismos patogénicos mortos, enfraquecidos ou pelas suas toxinas, que os glóbulos brancos detectam pensando que são microrganismos vivos e fortes; enganados desta forma, levam o organismo a produzir os tais amigos especiais, os anticorpos específicos contra os microrganismos patogénicos que estavam na vacina. 
O resto já sabes ... logo que os anticorpos sejam formados a pessoa fica protegida contra essa doença ou seja ganhou imunidade de modo artificial, contra essa doença.
Queres saber mais? Indica as tuas dúvidas ... podes escrever em comentários.

Agora já sabes que as vacinas evitam as doenças e protegem as pessoas do sofrimento e da morte.  Percebes, com certeza, por que motivo devemos ter as vacinas em dia e cumprir o Programa Nacional de Vacinação. 
É importante que mostres este esquema aos teus pais e avós pois, ao longo da vida, têm de fazer  a vacina contar o tétano: de 20 em 20 anos até aos 65 e depois dos 65, de 10 em 10 anos.

Siglas utilizadas para a designação das vacinas (Portugal):

VHB - vacina contra Hepatite B; DTPaHibVip - vacina pentavalente contra Difteria, Tétano, Tosse convulsa, Poliomielite e Hemophilus influenzae b; DTPaHibVIPVHB - vacina hexavalente contra Difteria, Tétano, Tosse convulsa, Poliomielite, Hemophilus influenzae b e Hepatite B; DTPaHib - vacina contra Difteria, Tétano, Tosse convulsa e Haemophilus influenzae b; DTPaVIP - vacina contra a Difteria, Tétano, Tosse convulsa e Poliomielite; MenC - vacina contra Neisseria meningitidis C (meningite); VASPR - Vacina contra sarampo, papeira e rubéola; HPV - Vacina contra vírus do Papiloma humano [(a) apenas para raparigas]; Td - Vacina contra o tétano e a difteria.

Se és rapariga é importante que percebas por que motivo deves ser vacinada contra as seguintes doenças:
  • Rubéola - vacinar uma rapariga contra a rubéola permite que o seu organismo produza anticorpos especiais contra este vírus evitando assim a doença; o vírus da rubéola é muito perigoso se uma mulher grávida for contagiada pois o feto (bebé que está a formar-se) pode vir a sofrer de problemas auditivos (surdez, etc.) ou alterações na parte neurológica (sistema nervoso) e motora (movimento). 
  • Vírus do Papiloma Humano (HPV) - a vacina é gratuita, deve ser feita entre os 10 e os 13 anos e vai permitir que o teu organismo produza anticorpos especiais contra o HPV, criando defesas contra o cancro do colo do útero, uma doença cada vez mais frequente nas mulheres.   
Sabes por que motivo morreu uma jovem de 17 anos? Por não ter a vacina contra o sarampo

Vê o filme para perceberes melhor como atuam as vacinas: Era uma vez  vida: a vacinação.
As escolas colaboram na identificação de alunos que não têm as vacinas em dia. 
Verifica o teu Boletim de Vacinas. Está actualizado? Quando é que tens de fazer a próxima vacina?

E, se um dia estiveres doente, podes tirar dúvidas através da Linha Saúde 24 (808242424).

domingo, 28 de maio de 2017

DEFESAS CONTRA MICRORGANISMOS PATOGÉNICOS: Nossas Batalhas

COMO SE DEFENDE O NOSSO ORGANISMO DOS MICRORGANISMOS PATOGÉNICOS?

Alguns microrganismos patogénicos chegam muito facilmente até nós. O contágio, que é a transmissão do microrganismo de uma pessoa doente para outras pessoas, faz-se pelos espirros, pelo ar, pelas superfícies (corrimão, maçaneta das portas, tampo das mesas, etc.), pelos alimentos, pelas mãos, etc.
Quem está bem alimentado, de acordo com a Roda dos Alimentos, e dorme bem todas as noites, tem as suas defesas naturais fortes (sistema imunitário) facilmente vence a doença. Somos protegidos por:
Defesas externas (barreiras à entrada de microrganismos) – pestanas, sobrancelhas, pelos do nariz, pele, lágrimas, saliva, as mucosas (interior do nariz, ...), etc.
Defesas internas – glóbulos brancos  e anticorpos. E gânglios linfáticos.

Quando os microrganismos conseguem atravessar as defesas externas, começam a atuar as defesas internas.
Como atuam os glóbulos brancos?

Quando cais e fazes uma ferida na pele, ou quando comes um alimento com microrganismos,  os glóbulos brancos atravessam os vasos capilares sanguíneos e vão ao encontro dos microrganismos, fazendo a diapedese (atravessa o capilar) e a fagocitose (ataca e come o microrganismo).
Imagem aqui



Como atuam os vírus? Como nos defendemos deles?
Os vírus invadem (atacam) as nossas células, reproduzindo-se rapidamente, atuando como parasitas do nosso corpo. Mas, se estivermos saudáveis (bem alimentados e descansados), as defesas internas atuam rapidamente. 
Quando os glóbulos brancos se apercebem que entramos em contacto com o vírus de uma doença, dão sinal de "alarme" ao sistema imunitário, que inicia a produção de anticorpos específicos contra essa doença. São defesas especiais para combater cada um dos vírus que nos "ataca".
Durante esses dias, em que os anticorpos especiais contra essa doença são produzidos,  temos os respetivos sintomas: febre alta, dores de cabeça, dores musculares, pintas, feridas, manchas ou outro sintoma específico. Depois, os anticorpos específicos atacam o vírus, ganham o combate e os sintomas da doença desaparecem. Ficam guardados os anticorpos específicos contra essa doença. E, se um dia mais tarde estivermos novamente em contato com esse vírus, as defesas atuam rapidamente e não ficamos doentes.
Mas, se  pessoa não está bem alimentada e descansada, o seu organismo fica com poucas defesas e não consegue fabricar anticorpos rapidamente. Então as bactérias que existem no ar também atacam o organismo e surgem outras doenças ao mesmo tempo. Por isso há quem tenha pneumonia depois de uma gripe, do sarampo, da varicela, etc. E há quem morra por não ser tratado a tempo.

Para perceberes as notícias dadas na televisão, em noticiários e em filmes, sobre doenças transmitidas por microrganismos, é necessário conhecer os termos que usam sobre questões de saúde. Se já és capaz de perceber termos como contágio, viroses, anticorpos, vacinas, epidemias e pandemia, SIDA, etc. ... é porque os teus conhecimentos sobre saúde (literacia da saúde) estão a melhorar.

Para saber mais podes ver os filmes:

quarta-feira, 24 de maio de 2017

MICRORGANISMOS PATOGÉNICOS? Não, obrigado!

Já sabes que os microrganismos patogénicos são os que provocam doenças. Como por exemplo:
Não esqueças: 
  • as mãos mal lavadas são o paraíso dos microrganismos;
  • lavar as mãos com frequência é a melhor forma de evitar o contágio pelos microrganismos patogénicos.


segunda-feira, 22 de maio de 2017

MICRORGANISMOS ÚTEIS

Há quem pense que todos os microrganismos causam doenças, o que não é verdade.
Há, efetivamente, microrganismos úteis ao Homem e ao ambiente, tal como:
  • Os que permitem a produção de alimentos, como o iogurte, o queijo, o pão, o vinho, etc.
  • Os que transformam a matéria orgânica do solo (folhas, raízes, etc.) num material semelhante ao solo, o húmus. Terminam o "trabalho" das minhocas, bichos-da-conta, lesmas e outros organismos do solo.
  • Os que participam no tratamento biológico das águas residuais (esgotos domésticos) e permitem que a água suja que chega à ETAR se transforme em água limpa que é lançada nos rios;
  • Os que produzem as vitaminas, antibióticos e vacinas.
  • Os que produzem biogás.
  • etc.
Para "veres" como atuam os microrganismos úteis podes fazer iogurte e croissant:
Queres fazer iogurte em casa?
  • Compra um iogurte natural (contém lactobacilos) e mistura com 1litro de leite morno. 
  • Coloca num saco térmico para manter o leite morno.
  • 8 horas depois o leite está transformado em iogurte.
Queres fazer croissant em casa?

quarta-feira, 10 de maio de 2017

MICRORGANISMOS - os seres vivos que só vemos com o microscópio

Quem descobriu os microrganismos?
Antonie van Leeuwenhoek em (1632-1723) era um negociante holandês que trabalhava com tecidos e que usava lentes de aumento para observar com pormenor os fios. Como era um homem muito curioso usou as lentes para observar outros materiais – água de rios, resíduos que retirava dos seus dentes, etc. -  e construiu um aparelho para facilitar  a observação. Esse foi o primeiro microscópio. Observou seres que se movimentavam, a que chamou animáculos.
Leeuwenhoek escreveu várias cartas aos “cientistas” da época, em que informava que conseguiu ver seres que não se viam a olho nu, uns em forma de esferas e outros em forma de bastonetes.

Durante séculos pensou-se que as doenças eram provocadas pelo ar ou pelo facto de as pessoas terem sangue “ruim” (sangue mau). Só depois da descoberta do microscópio foi possível observar a presença de microrganismos em vários materiais e perceber a causa de algumas doenças.
Só bastante mais tarde, no séc XIX, o químico francês Louis Pasteur (1822-1895) e o médico alemão Robert Koch (1843-1910), descreveram que havia seres muito pequenos que só se viam com o microscópio - as bactérias - e que eram causadoras de doenças. Hoje sabe-se que nem todas as bactérias causam doenças.

Pasteur inventou um modo de destruir microrganismos à custa de temperaturas muito elevadas, que ficou conhecido por pasteurização.

Koch descobriu a causa de doenças, como por exemplo da tuberculose. Por isso a bactéria que causa  a tuberculose ficou conhecida  como bacilo de Koch.
Os microrganimos são seres vivos tão pequenos que só podem ser vistos com a ajuda do microscópio. 

O que é a microbiologia?
É a ciência que estuda os microrganismos. É um ramo da Biologia.
Os microrganismos mais pequenos (vírus) foram os últimos a serem descobertos, pois foi necessário microscópios especiais, com grande poder de aumento, para os conseguir observar.
Hoje conhecem-se vários tipos de microrganismos:
  • PROTOZOÁRIOS - unicelulares. Pertencem ao reino Protista e podem ter várias formas. A maior parte vive em ambiente aquático. Muitos são parasitas de plantas e de animais, causando doenças. Exºs: a giárdia; a leishmania (transmitida por um mosquito que se desenvolve em água parada e infeta animais quando os pica);  a toxoplasmose, transmitida pelos gatos, que causa malformações no feto.
  • FUNGOS - só os fungos unicelulares são microrganismos (há fungos pluricelulares como os cogumelos).  Pertence ao reino Fungi. Uns provocam doenças,  como o fungo que causa o pé-de-atleta (uma micose) e outros que nos ajudam a produzir alimentos: a levedura do pão, que transforma a farinha em pão ou a levedura do vinho que transforma o sumo de uva em álcool.
  • BACTÉRIAS - unicelulares. Pertencem ao reino Monera. Uns provocam doenças (infeção da pele, tuberculose, gastroenterites, meningite, etc.) e outros ajudam-nos a produzir alimentos (transformar o leite em iogurte) a fazer a compostagem (transformar restos animais e vegetais em húmus), 
  • VÍRUS - São os microrganismos mais pequenos e só podem ser vistos ao microscópio eletrônico. Causam doenças como: gripe, sarampo, varicela, rubéola, parotidite (papeira), hepatite, SIDA, etc. 

sábado, 6 de maio de 2017

SEXUALIDADE: ainda tens dúvidas?

Já sabes quais são os caracteres sexuais secundários e o que é a puberdade. Conheces novos termos: óvulo (célula sexual feminina; que parece grande mas é microscópica), espermatozóide (célula sexual masculina), ovulação (o óvulo maduro sai do ovário), menstruaçãociclo menstrualfecundaçãonidação, gestação (1ª fase e 2ª fase)  e parto, passaram a ter um significado muito simples para ti. Consulta o resumo dos assuntos que aprendeste nas aulas e observa de novo as imagens.
Percebeste que, para evitar problemas e doenças, é importante ter comportamentos responsáveis e saudáveis no que diz respeito à sexualidade. É também importante que sejas assertivo(a), dizendo NÃO quando és desafiado(a) a ter comportamentos de risco. Os teus verdadeiros amigos querem o teu bem e não se zangam se fores assertivo(a).

Sabes, agora, que a sexualidade influencia os pensamentos, os sentimentos, o teu modo de atuar e o modo como te relacionas com os outros. Por isso influencia a tua saúde e bem estar.
Consulta  a Tabela de PONTOS FORTES e de PONTOS FRACOS, que resultou de um trabalho realizado por colegas teus em 2015. Quais são os teus pontos fortes?
E os teus pontos fracos?
Sabes que os teus pontos fracos dificultam o teu relacionamento com os outros e prejudicam  a tua vida. O que tens de fazer para os corrigir? 
Ainda tens dúvidas?
  • Coloca-as ao(à) tua médico(a) de família.
  • Podes procurar respostas mais pessoais no GIA. Faz uma lista das tuas dúvidas e, depois, marca hora de atendimento.
  • Podes também pedir ajuda no IPJ (Instituto Português da Juventude), para ti ou para amigos(as). Por email direto (ou geral@ipdj.pt) ou pelo telefone 707203030.

terça-feira, 2 de maio de 2017

CUIDADOS DURANTE A GESTAÇÃO DO NOVO SER

Sabes que as grávidas devem ter cuidados especiais durante a gestação, para não prejudicarem o seu filho que está em formação.
Imagens retiradas aqui


tabaco, álcool, drogas, alguns microrganismos, medicamentos e outras substâncias, deixam marcas terríveis nos bebés que estão a formar-se, pois atravessam a placenta e entram na corrente sanguínea do novo ser:
  • tabaco - nos primeiros 3 meses de gestação causa problemas na formação da placenta; depois dos 3 meses, reduz o fornecimento de oxigénio e nutrientes ao bebé e aumenta o risco de parto prematuro; Os bebés nascem com baixo peso e com problemas.
  • álcool - se a mãe bebe bebidas alcoólicas durante a gestação, o seu filho terá problemas pois o sistema nervoso é prejudicado e, além, disso o bebé terá baixo desenvolvimento físico.
  • drogas - aumentam o risco de aborto espontâneo e sofrimento do feto. O bebé nasce com muitos problemas e vai ter sofrimento.
  • medicamentos - a grávida só pode tomar medicamentos aconselhados pelo médico. 
  • rubéola  - as meninas são vacinadas contra  a rubéola para formar anticorpos contra esse vírus. O vírus da rubéola causa malformação do feto a quem não tem anticorpos  (cegueira, surdez, problemas de coração e de sistema nervoso, etc.)

terça-feira, 25 de abril de 2017

O QUE VAI ACONTECER AO ÓVULO? Fecundação ou menstruação?

Quando o ovário começa a formar hormonas sexuais femininas, a rapariga começa  a transformar-se em mulher. Não vemos os fenómenos que se passam no interior do corpo, mas há sinais exteriores (os caracteres sexuais secundários) e, um deles, a menstruação (ou período), surge na puberdade. Mas, antes da menstruação, há a ovulação.

O que é a ovulação?
No início da adolescência os ovários começam a "trabalhar", amadurecendo óvulos que estavam "adormecidos" desde que a menina se formou no útero da sua mãe. É mesmo verdade, o ovário da bebé está cheio de óvulos.
Em princípio amadurece um só óvulo de 28 em 28 dias, que passa do ovário para a Trompa de Falópio do mesmo lado, local onde se dará a fecundação caso o óvulo encontre um espermatozóide. 
Para aumentar a imagem
Retirado aqui

O que é a menstruação ou período?
É uma perda de sangue pela vagina, com  duração de 2 a 7 dias. Por que razão acontece?
O interior do útero é "forrado" por uma mucosa chamada endométrio, que sofre alterações de espessura ao longo do ciclo menstrual, provocadas pelas hormonas sexuais femininas. Fica mais espesso depois da libertação do óvulo pelo ovário, preparando-se para funcionar como "ninho" para  um novo ser.
Quando o óvulo não é fecundado o endométrio e o óvulo não usado têm de sair, sendo eliminados na forma de sangue... dá-se a menstruação  ou período.


O que é o ciclo menstrual?
Já sabes que ovário liberta um óvulo com intervalos de cerca de 28 dias. Conta-se a partir do 1º dia da menstruação até ao 1º dia da menstruação seguinte. 
Durante esses 28 dias há fases diferentes, de acordo com as alterações hormonais. O esquema ajuda-te a relacionar o ciclo menstrual com o período fértil:
Retirado aqui

  • A menstruação dá-se do 1º ao 5º ou 6º dia. 
  • A ovulação cerca do 14º dia.  O óvulo está na Trompa de Falópio, pronto a ser fecundado; o útero prepara o endométrio para o receber.
  • O período fértil, em que é mais provável a mulher engravidar, é entre o 10º e o 17º dia; quando o óvulo está nas Trompas de Falópio.
Nos primeiros anos após a 1ª menstruação (menarca) os ciclos menstruais podem ser irregulares. Não é fácil prever quando é o período fértil.
Por isso as primeiras menstruações de uma rapariga podem não surgir no dia previsto, pois os ovários estão a "aprender " a funcionar. Precisam de se adaptar à sua função. A rapariga tem de aprender a conhecer as manifestações do seu corpo.

O que é a fecundação?
Se a  mulher teve relações sexuais quando o óvulo se encontrava numa das Trompas de Falópio, então o óvulo e o espermatozóide unem-se (só um espermatozóide vai entrar no óvulo),  ocorrendo a fecundação
Forma-se um ovo ou zigoto, que se vai dividindo, ainda nas Trompas de Falópio, até formar uma mórula que se dirige ao útero.

O que é a nidação?
mórula chega ao útero e vai fixar-se no endométrio espessado, preparado para o receber, que vai funcionar como um "ninho" para o novo ser. À implantação da mórula no útero chama-se nidação.
Observa a  imagem e vê o filme pois será mais fácil perceberes o que se passa desde a ovulação até à nidação.


Normalmente o ovário só liberta um óvulo de cada vez, que é fecundado por um espermatozóide, e por isso só nasce um bebé. 
Mas, mesmo que tenha sido libertado um só óvulo, e fecundado por um só espermatozóide, pode dividir-se em duas partes separadas, dando origem a dois bebés do mesmo sexo, exatamente iguais: duas meninas ou dois meninos que têm origem no mesmo óvulo e são designados por gémeos verdadeiros ou fraternos. São difíceis de distinguir.
Mas o ovário pode libertar dois óvulos, cada um fecundado por um espermatozóide e, nesse caso, formam-se dois bebés, normalmente de sexos diferentes - um menino e uma menina - que pouco ou nada têm de semelhante.

domingo, 23 de abril de 2017

ACNE... o que posso fazer para evitar?

Sabes o que é o acne?

Retirado aqui
Durante a adolescência as glândulas sebáceas da pele libertam mais sebo (gordura), o que torna a pele oleosa e, também, o cabelo. Esse sebo tem de sair para o exterior, o que pode ser dificultado pelo excesso de gordura que se liga a células mortas da pele, a poeiras e outras substâncias.


Retirado aqui
Esses resíduos formam uma espécie de rolha que não não deixa sair o sebo da glândula sebácea. Os micróbios encontram condições de vida e causam uma inflamação que pode agravar-se dando origem a uma infeção da pele, que começa por um ponto negro e depois dá origem a uma borbulha.
Se espremeres o ponto negro vais piorar a situação.

Sabes o que fazer?


  • é preciso controlar o excesso de oleosidade, mantendo a pele limpa, usando produtos de limpeza apropriados que o médico te irá aconselhar;
  • não espremer as borbulhas, pois piora a situação; desinfetar as borbulhas com medicamentos receitados pelo médico;
  • beber água para ajudar a eliminar os resíduos do organismo;
  • comer frutos e legumes, evitar guloseimas e alimentos ricos em gordura. 
Mas, se o acne piora, deves consultar o médico de família. E, provavelmente, um médico especialista em doenças de pele (dermatologista)

quinta-feira, 20 de abril de 2017

"À DESCOBERTA DO CORPO..." - sistema reprodutor masculino e feminino

E agora?
Iniciaste uma nova fase da tua vida: a adolescência. Sabes que estás a deixar de ser criança.
Na puberdade (1ª fase da adolescência) começas a sentir-te diferente, pois muda o teu corpo (até a pele e cabelo ficam diferentes), os interesses, as conversas que tens com os teus amigos e amigas; sentes necessidade de falar sobre mudanças que vais sentindo e nem sempre as consegues esclarecer.
Nas aulas de Ciências estás a descobrir os caracteres sexuais primários e secundários, como é constituído o teu sistema sexual (rapaz ou rapariga) interno e externo, e como funciona, bem como os cuidados que deves ter para o protegeres de doenças e problemas. Observa a localização de cada um dos órgãos  que estudaste:



quarta-feira, 19 de abril de 2017

"À DESCOBERTA DO EU"... para me conhecer (pontos fortes fracos).

Estás a entrar numa fase da tua vida em que sabes que estás a mudar. O teu corpo está  a ficar diferente, queres perceber o que se está  passar contigo e gostas de falar com os teus amigos sobre assuntos que te interessam ou preocupam. 
Mas será que podes falar com todos os teus colegas sobre esses assuntos? 
Para te conheceres melhor e te ajudar a descobrir quem são, realmente, os teus amigos, deixo-te aqui uma tabela de PONTOS FORTES e outra de PONTOS FRACOS, construída com a ajuda de colegas teus de 6º ano, de anos anteriores:

Procura identificar os teus PONTOS FORTES e PONTOS FRACOS.
  • Depois, procura identificar pontos fortes e fracos dos teus melhores amigos ou amigas.
  • De seguida procura saber os pontos fortes e  fracos que os teus amigos (os verdadeiros amigos) te atribuem.  Não confundas o(s) amigo(s) a sério com os teus colegas.
Estás com certeza admirada(o) por os teus amigos verem em ti tantas qualidades e ... perceberem que tens pontos fracos que deves corrigir. Verificaste que afinal eles(elas) reparam em tudo e não gostam de certos comportamentos errados que por vezes repetes no dia a dia e que até acham disparatados ou demasiado infantis. Pensavas que achavam piada?
Além disso, se respeitas os colegas, os ajudas e és educado(a) e honesto(a), percebeste que tens muitos admiradores e admiradoras. Continua assim que estás no bom caminho. 
Mas, se tens defeitos a corrigir ... é bom estares atento e com vontade de melhorar.
Agora, que já percebeste que a adolescência é uma fase da vida em que as pessoas crescem muito ... vais descobrir, nas aulas de Ciências Naturais, por que motivo isso acontece. Vais também aprender como é constituído e funciona o sistema sexual feminino e o masculino.

A adolescência é também uma fase da vida em que treinas formas de estar, em que aprendes a comportar-te como Homem ou como Mulher, em que descobres do que gostas, em que és confrontado(a) com situações, por vezes complicadas, em que tens de tomar decisões. Lembra-te que:
  • as decisões acertadas podem exigir algum esforço, mas evitam problemas e sofrimento e preparam o teu futuro;
  • as decisões erradas podem ser agradáveis e fáceis de tomar, agradam-te no momento, mas causam normalmente problemas e sofrimento mais cedo do que pensas.
 Não esqueças: o nosso futuro depende das decisões que tomarmos ao longo da vida. 

quinta-feira, 30 de março de 2017

GERMINAÇÃO: da semente à planta

Na aula observaste a constituição de uma semente. Sabes que é formada por tegumento, cotilédones e embrião. O embrião tem 3 partes: a radícula que vai dar origem à raiz, o caulículo que vai dar origem ao caule e a gémula(ou folha primária) que vai dar origem às folhas.
Retirado aqui
Quando a semente cai no solo (terra), e encontra condições de vida, vai dar origem a uma nova planta: dá-se a germinação. Na horta nasceram tomateiros, couves, alfaces e outras plantas, a partir das sementes colocada na terra. A chuva ajudou na germinação e a pequena planta começou  a espreitar na terra e, finalmente, cresceu.
O que está  acontecer ao feijão, fava, grão-de-bico e ervilha que tens a germinar em tua casa?
Da semente à planta. (Retirado aqui)

Neste video observas uma sequência de imagens (muito rápida) sobre o que acontece na natureza.




quarta-feira, 29 de março de 2017

FRUTIFICAÇÃO: da flor ao fruto

Podes aumentar as imagens através das legendas
Flor da ameixieira (10/03/2017)
Flor de pessegueiro (11/03/2017)
Depois da polinização: o fruto em formação.
Caíram sépalas e pétalas (28/03/2017)
Estames e carpelo da flor de couve. Observados com a lupa TV.

No pomar, com a ajuda da lupa de mão, observaste as flores de ameixieira, de pessegueiro e de laranjeira. Na horta as flores de ervilheira, couve, fava, morangueiro, etc.
Da flor ao fruto da ervilheira (16/03/2017). Onde está o fruto?
Na sala, a lupa binocular permitiu-te observar as anteras cheias de grãos-de-pólen amarelos e os ovários com óvulos transparentes. A lupa TV, do Rui, também ajudou nesta observação.

Percebeste que todas as flores são constituídas da mesma forma, conforme verificas nas imagens que se seguem. Vamos rever o que aprendeste...
flor é constituída por órgãos de suporte (pedúnculo e receptáculo), de proteção (cálice e corola) e de reprodução (gineceu e androceu).









  • o gineceu é a parte feminina da flor; é formado por carpelos;
  • o androceu é a parte masculina da flor; é formado por estames.
    • Os carpelos são formados por ovário, estilete e estigma; é no ovário que se formam os óvulos, as células reprodutoras femininas das plantas.
    • Os estames são formados por filete e antera; é na antera que se formam os grãos de pólen, as células reprodutoras masculinas das plantas.
    Quando os grãos de pólen estão maduros soltam-se da antera, transportados pelos animais (vários insetos, aves, mamíferos, etc) ou empurrados pelo vento e pela chuva. Vão ao encontro dos óvulos que se encontram na parte feminina da flor (carpelo). Ao transporte de grão de  pólen dá-se o nome de polinização.
    Quando os grãos de pólen encontram o óvulo dá-se a fecundaçãoO que acontece depois da fecundação?
    A flor sofre modificações e dá origem ao fruto - as pétalas e as sépalas caem, o ovário desenvolve-se dando origem ao pericarpo (parte que nós comemos) e as sementes formam-se onde estavam os "óvulos".  O que vai acontecer às sementes?

    segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

    GRIPE? Não, obrigado!

    Sabes o que é a gripe?
    Sabes distinguir a gripe de uma constipação?

    Para saberes o que é a gripe e como se transmite vai ao GRIPENET KIDS

    segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

    COMO É CONSTITUÍDO O SISTEMA CIRCULATÓRIO? QUE FUNÇÕES DESEMPENHA?



    Afinal o coração é um "motor" que faz circular o sangue pelo nosso corpo ... quem diria?
    sistema respiratório, o digestivo e o circulatório (coração e vasos sanguíneos) trabalham para levar o oxigénio e os nutrientes às nossas células. Os três sistemas fazem um trabalho de grupo que leva o oxigénio e nutrientes ao seu destino - as células. 
    Vejamos:
    • o ar chega aos pulmões e dá-se uma troca gasosa nos alvéolos pulmonares (hematose pulmonar) ... o oxigénio passa dos alvéolos para o sangue e o dióxido do carbono do sangue para os alvéolos;
    • o oxigénio segue até às células, carregado pelos glóbulos vermelhos (hemácias); os nutrientes que atravessaram as vilosidades intestinais (absorção digestiva) seguem, também, até às células.
    Como chegam o oxigénio e os nutrientes às células?
    O que acontece nas células?
    • o sangue recebe o oxigénio nos pulmões e segue pela veia pulmonar a caminho do coração; entra na aurícula esquerda e "desce" para o ventrículo esquerdo que o vai "empurrar" para a artéria aorta, que o leva até às células. O sangue rico em oxigénio e nutrientes, chama-se sangue arterial.
    • as células recebem o oxigénio e nutrientes que vão utilizar para a sua renovação/construção e para produzir energia. Libertam dióxido de carbono e outros resíduos celulares.
    • O dióxido de carbono e resíduos seguem pela veia cava até à aurícula direita, passam para o ventrículo direito  e daí pela artéria pulmonar que os leva até aos pulmões. O sangue rico em dióxido de carbono, chama-se sangue venoso.
    Que nome se dá ao sangue que transporta o oxigénio e os nutrientes até às células?
    Que nome se dá ao sangue que transporta o dióxido de carbono e os resíduos celulares até aos pulmões?
    Como se chama a  troca gasosa que ocorre nos pulmões?
    O que vai acontecer ao dióxido de carbono e outros resíduos celulares que chegam aos pulmões?

    QUERES SABER MAIS SOBRE O SISTEMA CIRCULATÓRIO?